Depressão

rapariga depressãoEstar deprimido não é apenas “falta de motivação”,”desinteresse”, “estar triste”, “mal-estar”, ou “stress psicológico”. A depressão é um flagelo individual, familiar, local e mundial. É um problema real de saúde, é uma doença do cérebro que pode afetar qualquer pessoa e que engloba componentes biológicas, psicológicas e sociais.
Não afeta só os outros, não afeta “só algumas pessoas”, nem é um sinal de fraqueza: 1 em cada 4 sofrerá de depressão durante a vida.
Portugal tem a taxa de depressão mais elevada na Europa e a a segunda no mundo, afectando pelo menos 8% dos portugueses a cada ano, o que significa que 400 000 portugueses por ano vêem a sua vida limitada por esta doença. Mesmo quem nunca sofreu de depressão conhece um familiar, amigo, conhecido ou compatriota que se vê afectado por esta perturbação.
Em certos casos a depressão pode levar ao suicídio; aliás em 70% dos casos de suicídio a causa é a depressão. A cada hora 1 português tenta por fim à vida, de 8 em 8 horas um português morre.

Sintomas

Alguns sintomas incluem:

  • Sentimentos de impotência e desesperança.
  • Perda de interesse nas atividades diárias.
  • Alterações de apetite ou de peso.
  • Alterações do sono, incluindo insónia, em particular nas primeiras horas da manhã, ou dormir em excesso.
  • Raiva ou irritabilidade.
  • Perda de energia.
  • Sentimentos de inutilidade ou culpa.
  • Comportamento imprudente tal, como abuso de substâncias, jogo compulsivo, condução imprudente ou prática não pondera de atividades arriscadas ou desportos perigosos.
  • Problemas de concentração, para tomar decisões ou de memória.
  • Dores e queixas inexplicáveis.

Tratamento
Um terço das pessoas que padecem de depressão em Portugal não tem o tratamento necessário. Contudo importa referir que o tratamento da depressão tem uma taxa de sucesso de 70-80%.
O tratamento visa os sintomas e as causas. Pode incluir medicação, tratamento psicológico, ou ambos; e ser complementado com prescrição de exercício físico ou outras abordagens apropriadas a cada caso.

Disponibilizamos ainda Estimulação Cerebral Não-Invasiva para Depressão com recurso ao sistema mais avançado a nível mundial. Esta terapia de Neuromodulação consiste em Estimulação Cerebral Transcraniana por corrente contínua (tDCS).

Se sofre de depressão ou conhece alguém nesta situação, o tratamento pode ajudar a ultrapassar o sofrimento presente e aproveitar a vida de forma mais satisfatória e com maior qualidade.

homem depressão