Benefícios do RGS na Esclerose Lateral Amiotrófica

A Esclerose Lateral Amiotrófica, vulgarmente conhecida como ELA, é uma patologia neurodegenerativa que afeta as células cerebrais e da medula espinhal, de forma progressiva, afetando diretamente os neurónios motores, tanto superiores como inferiores. Isto é, ocorre a morte progressiva dos neurónios responsáveis pelo controlo do movimento voluntário.

Assim, como principais sintomas constatam-se pequenos movimentos involuntários (fasciculações) dos músculos, fadiga e cãibras. Além disso, pode ocorrer espasticidade (aumento da resistência ao movimento passivo), fraqueza ou atrofia muscular e alterações sensoriais, com consequentes défices de equilíbrio, marcha e coordenação motora.

Sendo o RGS uma terapia de realidade virtual indicada para a reabilitação do membro superior, equilíbrio e coordenação motora, este sistema permite um trabalho completo de reabilitação funcional, estando cientificamente comprovada a sua eficácia para o trabalho combinado entre o movimento e a observação com o intuito de melhorar a atividade cognitivo-motora. Ou seja, o RGS treina o cérebro para controlar novamente os movimentos do corpo, em particular os membros superiores (braço e mão). Este sistema permite ainda treinar funções mentais, tais como a atenção e a memória, permitindo ainda ao paciente ter um feedback visual em tempo real e consequente aumento da motivação para o exercício.

Para além do contexto clínico, o paciente pode ainda utilizar o sistema RGS em contexto domiciliar ou em teleconsulta sempre acompanhado pelos nossos fisioterapeutas, potenciando o resultado da sua reabilitação.

ch1

Reportagem sobre o Centro CEREBRO – Chaves TV1

Pioneira nas Tecnologias

O Centro CEREBRO é uma instituição especialista em saúde cerebral que combina tecnologias inovadoras no cuidado de doentes do foro neurológico e do neurodesenvolvimento bem como do foro neuropsiquiátrico e psicológico. A clínica é ainda pioneira nas tecnologias que utiliza uma vez que, muitas delas, são únicas no país.

Ver reportagem completa aqui:

SIC_Noticias

Tratamento de Fobias | SIC Notícias | Exame Informática

Uma touca para ler pensamentos

O Centro CEREBRO faz parte de um restrito grupo de clínicas que utilizam Realidade Virtual para fins terapêuticos. Com uns óculos de Realidade Virtual (VR), os pacientes podem entrar num ambiente imersivo que ajuda a reduzir os efeitos provocados pelas fobias. Aranhas, viajar de avião, agulhas ou alturas figuram entre o leque de fobias e medos que podem ser tratados na clínica.

Ver reportagem completa aqui:

rtp3_2

Terapia de Realidade Virtual para Medos e Fobias – RTP

Terapia de Realidade Virtual para Medos e Fobias – RTP

A Realidade Virtual está a ser utilizada para tratar fobias como o medo das alturas ou andar de avião. O paciente pode ser confrontado com as situações que lhe provocam ansiedade, mas num ambiente controlado e gerado pelo computador. O Centro CEREBRO faz parte de um restrito grupo de clínicas que utilizam Realidade Virtual para fins terapêuticos.

Ver reportagem completa aqui: